quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

ANDEBOL CAMP. NACIONAL







"Bombardeiro" Gilberto no regresso à liderança



O FC Porto Vitalis venceu esta quarta-feira o São Bernardo por 32-22, assegurando o regresso à liderança isolada do Andebol 1. Gilberto Duarte foi a estrela maior deste encontro em atraso da 14.ª jornada, ao apontar 11 golos. O treinador Ljubomir Obradovic aproveitou o encontro para dar tempo de jogo a jovens como João Ramos, Sérgio Rola e Hugo Santos.Hugo Santos e Sérgio Rola surgiram inclusivamente no ‘sete’ inicial, nas pontas, enquanto Quintana foi dono da baliza a tempo inteiro. Gilberto Duarte abriu o marcador, aos dois minutos e meio, e os Dragões só perderam a vantagem, em todo o encontro, no momento seguinte (1-2). Aos 10 minutos, o FC Porto vencia apenas por 5-3, mas obteve depois um parcial de 5-0, gerindo a partir daí uma vantagem confortável.Face a um adversário com poucas soluções na primeira linha e a apostar nos remates na zona dos seis metros, os azuis e brancos optaram por preencher bem esse espaço e explorar o contra-ataque. Os Dragões tiraram ainda partido de várias falhas técnicas do São Bernardo. Ao intervalo, venciam por 14-9.Os aveirenses nunca deixaram de dar luta, mas quebraram a partir dos 10 minutos do segundo tempo, momento em que João Ramos fez o 21-15. A vantagem portista alargou-se depois até à margem final de 10 tentos. Para além de Gilberto Duarte, destaque para as contribuições ofensivas de Tiago Rocha (5 golos) e Nenad Malencic (4). Wilson Davyes não jogou, devido a lesão contraída no treino de terça-feira.No final, Obradovic analisou o encontro: “O nosso objectivo neste tipo de jogos é testar a equipa. Tínhamos de entrar concentrados e foi isso que fizemos. Em termos defensivos estou agradado, mas temos aspectos a trabalhar no ataque e o contra-ataque não saiu como eu queria

”.FICHA DE JOGO

FC Porto Vitalis-São Bernardo, 32-22 Andebol 1, primeira fase, 14.ª jornada 7 de Dezembro de 2011

Dragão Caixa, no Porto

Assistência: 420 espectadores

Árbitros: João Basto e Júlio Cardoso

FC PORTO VITALIS: Alfredo Quintana (g.r.); Joao Ramos (2), Gilberto Duarte (11), Vasco Santos, Ricardo Costa, Filipe Mota (2), Pedro Spinola (2), Daymaro Salina (2), Tiago Rocha (5), Sergio Rola (3), Hugo Santos (1), Nenad Malencic (4) e Duarte Carregueiro

Treinador: Ljubomir Obradovic

SÂO BERNARDO: João Pinho e Fábio Magalhães (g.r.); Tiago Teixeira, João Vilar (5), Augusto Pereira (3), Tiago Goncalves (1), Fábio Ribeiro (5), Ricardo Oliveira, Bernardo Goncalves, Fernando Vilar, Tiago Sousa (2), Hugo Silva (2) e Gonçalo Carvalho (4)

Treinador: Juan Marques

Ao intervalo: 14-9

Disciplina: cartão vermelho a Daymaro Salina (35m)

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

BASQUETEBOL



"Um pequeno erro pode ser fatal"


O acesso à Final a 8 da Taça de Portugal joga-se esta quinta-feira, em Ílhavo, a partir das 16h00, onde o Illiabum, segundo classificado da Proliga, merece a concentração absoluta de João Santos. Só depois de encerrado o jogo dos "oitavos", no Pavilhão Capitão Adriano Nordeste, a deslocação à Luz merecerá a atenção do extremo portista.Concentrados num objectivo"Vencer a Taça é um dos nossos objectivos da época e razão para nos mantermos concentrados ao longo dos 40 minutos, até porque temos consciência de que será um jogo difícil."Compenetração absoluta"O único jogo que, neste momento, exige absoluta compenetração da nossa parte é este, da Taça de Portugal. Só depois dele pensaremos no de domingo, na Luz."Responsabilidade acrescida"A Taça de Portugal é uma competição especial, mas com uma responsabilidade acrescida, porque o mais pequeno erro pode ser fatal e ditar o fim da linha."Ritmo para manter"Já revelamos uma grande intensidade de jogo, que só beneficia o estilo implantado pelo treinador e assimilado pelos jogadores. Queremos manter este ritmo e atingir assim os nossos objectivos."

QUANDO AGARRAVA LUGAR NA EQUIPA..



Defour lesionou-se no confronto com o Zenit, não participou no treino desta manhã e vai estar longe dos relvados durante as próximas três semanas.A notícia foi dada por Paul Stefani, empresário do jogador, através do jornal belga La Dernière Heure.«Ele estará indisponível durante três semanas por causa de uma rotura no joelho», informou o empresário do internacional belga.À partida, Defour não joga mais pelo FC Porto este ano e o regresso aos relvados deverá acontecer em Janeiro.

FC PORTO vs ZENIT 0-0




Sorte de cão


A Champions terminou, mas a aventura europeia prossegue. No apuramento de méritos e responsabilidades, sobressai a figura de Malafeev, o guarda-redes russo que manteve o Zenit miraculosamente na prova, reconduzindo o FC Porto para a Liga Europa, numa noite em que um simples golo daria ao campeão português ainda mais do que o apuramento. Daria o primeiro lugar do grupo.Os cinco minutos iniciais, de um equilíbrio aparente apenas sustentado por um ensaio de pressão russa, não forneceram muito mais do que uma mera ilusão que o Zenit não podia cumprir. Com os Dragões a definirem o ritmo e o curso do jogo, a estratégia de Spalletti depressa ficou confinada a um básico plano de contra-ataque incapaz de produzir um remate à baliza em todo o encontro. Nem um para amostra.O jogo, que assumiria progressivamente uma configuração aproximada ao género “sentido único”, pausado apenas pelo coro de assobios gerado a cada vez que a equipa russa preferia os pés de Danny para arriscar a transição, definia-se num único extremo do relvado, onde o guarda-redes Malafeev coleccionava intervenções decisivas; a mais destacada de todas, logo ao sexto minuto, num frente-a-frente com Djalma, isolado por um passe perfeito de João Moutinho.A ameaça de golo, formulad a com insistência, voltou a ganhar forma em três tentativas de Hulk e outra de James, sem que nenhuma delas produzisse o efeito desejado. Todas esbarraram ou acabaram nas luvas de Malafeev, o único capaz de resistir à avalanche portista, que já então justificava o balançar das redes. Nessa altura, já o afortunado imitador de cães se transformara, por livre e espontânea vontade (ou, quem sabe, por instinto), num mero defesa, que recuperava representações caninas na forma frequente com que cheirava a bola e corria atrás dos calcanhares do adversário.Além de Kléber, a vincar a propensão atacante dos Dragões, a segunda parte trouxe mais do mesmo, acrescida de uma versão “massacre”, que encostava os russos às cordas e anunciava o KO, repetidamente adiado pelo intérprete do costume, que levantava incessantemente o Zenit do tapete nos instantes mais inesperados. Com as mãos, com os pés, tombado até para o lado errado, Malafeev segurou a equipa russa, como que presa por arames, e qualificou-a, pela primeira vez, para os oitavos-de-final da Champions.À exibição portista ficou a faltar apenas o golo, que, mais do que a qualificação, lhe dava o primeiro lugar do Grupo G, na conjugação de um resultado que falhou por pouco com a derrota do APOEL fr ente ao Shakhtar. A sorte, ou a falta dela, reencaminhou o campeão português para a UEFA Europa League, competição que venceu há pouco mais de meio ano. Pode não ter sido por acaso…


FICHA DE JOGOUEFA Champions League, Grupo G, 6.ª jornada 6 de Dezembro de 2011


Estádio do Dragão, no Porto


Assistência: 46.512 espectadores


Árbitro: Carlos Velasco Carballo (Espanha)


Árbitros assistentes: Roberto Fernández e Juan Carlos JiménezQuarto árbitro: Eduardo González


Árbitros assistentes adicionais: Fernando Vitienes e Javier Fernandez


FC PORTO: Helton (cap.); Maicon, Rolando, Otamendi e Alvaro; Fernando, Defour e João Moutinho; Djalma, Hulk e James


Substituições: Defour por Kléber (46m), Djalma por Varela (68m) e Otamendi por Belluschi (81m)


Não utilizados: Bracali, Fucile, Mangala e Souza


Treinador: Vítor Pereira


ZENIT: Malafeev; Anyukov (cap.), Hubocan, Lombaerts e Criscito; Denisov, Semak e Shirokov; Fayzulin, Lazovic e Danny


Substituições: Shirokov por Zyryanov (46m), Fayzulin por Bystrov (57m) e Lazovic por Bruno Alves (81m)


Não utilizados: Zhevnov, Bukharov, Rosina e Lukovic


Treinador: Luciano Spalletti


Disciplina: cartão amarelo a Anyukov (28m), Helton (38m), Fayzulin (40m), Otamendi (48m), Hulk (71m), Malafeev (76m)

domingo, 4 de dezembro de 2011

FORMAÇÃO



Juniores A:

Alves garante vitória em Barcelos


Um golo do médio Alves foi o suficiente para o FC Porto bater o Gil Vicente, em Barcelos, em jogo a contar par a 15.ª jornada da primeira fase do campeonato nacional de juniores A. Com esta vitória, o FC Porto mantém a liderança, com confortáveis dez pontos de vantagem sobre o segundo classificado, o Sporting de Braga.O jogo em Barcelos não se previa fácil, mas os jovens Dragões cedo se adiantaram no marcador, dominaram no resto do tempo e mantiveram a bola longe da baliza de Eloi.O FC Porto, que ainda está invicto, mantém a liderança, agora com dez pontos de avanço sobre o Braga, precisamente o adversário na próxima jornada, no Olival, jogo marcado para sábado, às 15 h

BASQUETEBOL



FC Porto vence em Guimarães e volta a igualar o Benfica


O FC Porto venceu este domingo em Guimarães, por 78-51, voltando a colar-se ao Benfica no topo do campeonato da Liga de basquetebol, cumprida que está a oitava jornada da competição.Os azuis-e-brancos colocaram-se em vantagem no final do primeiro período e não mais largaram a frente do marcador, fazendo a diferença sobretudo no lançamento de três pontos.Com a vitória, o FC Porto mantém a invencibilidade e volta a colocar-se no topo da classificação, em igualdade pontual com o Benfica.
Resultados:

Sábado:Ginásio - Barreirense, 55-79

Benfica - Ovarense, 70-68

Sampaense - CAB Madeira, 75-98

TerceiraBasket - Barcelos, 69 - 76

Lusitânia - Académica, 69 - 64

Domingo:

Vitória de Guimarães - FC Porto, 51-78

Classificação:

1. FC Porto 8 /161. Benfica 8 / 163. Barreirense 8 / 144. CAB Madeira 8 / 135. Ovarense 7 /126. Lusitânia 8 /127. Barcelos 8 /118. Sampaense 8 /109. Académica 8 /1010. Vitória Guimarães 8 /1011. TerceiraBasket 7 /912. Ginásio 8 /8

NATAÇÃO DO FC PORTO



Domínio absoluto certificado por 25 medalhas


A soma impressionante de catorze medalhas de ouro, cinco de prata e seis de bronze fez do FC Porto o dominador incondicional do Campeonato Nacional de Absolutos, que decorreu neste fim-de-semana, em Silves, onde a formação azul e branca se distinguiu também como a equipa mais medalhada da competição.Entre os Dragões, estiveram em especial plano de evidência as nadadoras Marta Marinho e Sara Oliveira, que confirmaram, respectivamente, a conquista de oito e seis títulos nacionais, num registo invulgar que lhes garantiu as duas primeiras posições no ranking dos mais medalhados.Os resultados obtidos em Silves geram excelentes expectativas para o Campeonato Nacional de Clubes, o ponto alto da época, que decorrerá no fim-de-semana de 17 e 18 de Dezembro.