terça-feira, 12 de junho de 2012

GRECIA - RÉPUBLICA CHECA 1-2


Brinde de Cech e derrocada grega
A Grécia perdeu esta terça-feira, com a República Checa, em Wroclaw, por 1-2 e comprometeu o apuramento para os quartos-de-final. Depois da goleada contra a Rússia, os checos ganham novo fôlego.

Os primeiros dez minutos foram de autêntico pesadelo para Fernando Santos. Sem o lesionado Avraam Papadopoulos e sem o castigado Papastathopoulos, o selecionador da Grécia colocou Katsouranis a central, mas tudo correu mal.

Jiracek, aos três minutos e Pilár, aos seis, colocaram os checos a ganhar por dois golos, perante a passividade da defesa grega. Uma primeira parte pobre da formação helénica, com uma ténue reação na parte final, marcada por um lance polémico, com um golo anulado a Salpingidis.

Fernando Santos arriscou na segunda parte com a entrada de Gekas e a sorte sorriu-lhe por momentos. Cech falhou uma saída de forma inacreditável e deixou a baliza à mercê de Gekas.

O golo galvanizou a formação grega e levou Fernando Santos a arriscar tudo com a entrada de Mitroglou, acabando com quatro avançados. O jogo direto não resultou e a defesa checa controlou até ao final.

A derrota deixa a Grécia em maus lençóis. A derrocada grega nos primeiros dez minutos deitou tudo a perder e nem o brinde de Cech impediu a tragédia.

Sem comentários:

Enviar um comentário