sábado, 21 de abril de 2012

Dragões são os primeiros a atingir as meias-finais

O FC Porto Ferpinta, campeão nacional e vencedor da fase regular, é também o primeiro a atingir as meias-finais dos playoffs, depois de ter derrotado, na noite desta sexta-feira e em Guimarães, o Vitória por 65-69. Os Dragões ficam a aguardar o desfecho da eliminatória que opõe o Barreirense ao CAB Madeira para conhecer o próximo adversário.

A equipa de Moncho López, que tinha vencido as duas primeiras partidas dos quartos-de-final, ambas disputadas no Dragão Caixa, experimentou dificuldades inesperadas em Guimarães, diante de uma equipa que utilizou apenas um dos três estrangeiros do plantel, o norte-americano Julian Blanks.

O campeão atingiu o intervalo em desvantagem (40-32) e só uma sucessão de três triplos (dois de José Costa e um de Diogo Correia), no decurso do terceiro período, inverteu definitivamente o resultado, que permaneceu em aberto até a menos de dois segundos do final, altura em que Carlos Andrade encerrou a questão com a conversão de um lançamento livre.

Diogo Correia, que converteu um lançamento desde a tabela defensiva sob a buzina do final do primeiro período, foi o melhor marcador dos Dragões, com 16 pontos, e Greg Stempim distinguiu-se entre a equipa campeã nacional, com a soma de um duplo-duplo de 15 pontos e 15 ressaltos. Carlos Andrade também atingiu os dois dígitos em dois dos principais indicadores de desempenho: 10 pontos e 12

quinta-feira, 19 de abril de 2012

O QUE ELES DIZEM DE PINTO DA COSTA


André Villas-Boas: “Conquista-nos o Coração”

30 anos de Jorge Nuno Pinto da Costa e Futebol Clube do Porto. A criação duma associação de sucesso absoluto e o fundar duma escola singular.

Escola de princípios, escola de comportamentos, de ideais. Uma educação preponderante na juventude que olha para o futuro e que respeita os valores do passado.

Voz cativante, chama a atenção, indica-nos o caminho de forma confiante e autoritária. Portador dos nossos sonhos, das nossas ilusões, dos nossos desejos, não nos deixa ficar mal.

Defende os nossos interesses, guerreiro da cidade, exemplo da região, presidente do nosso Clube. Desperta paixões e conquista-nos o coração.

Legado único de mais de 250 títulos seniores nacionais e internacionais.

O nome FC Porto escrito a ouro na história do futebol, na história dos grandes clubes multidesportivos e multirraciais.

De factos reza a história, como bem se diz.

Deixo aqui, Presidente, alguns dos nossos momentos, mais meus do que seus, seguramente, vividos por mim na paixão clubística que nos une e que, como bem sabe, foi moldada em nós, portistas, por si de forma direta e indireta e que faz parte integrante do nosso carácter e da nossa personalidade e da forma como fomos educados.

- “Estás preparado?”, naquela noite mágica do primeiro convite;

- “Apagou-se a Luz, ficaram as trevas”, naquela noite mágica do título;

- “…” Silêncio… apenas… e uma troca de olhares triste de ambos após o 0-2 na primeira mão da meia-final da Taça, contra o Benfica, em casa;

- “Que gozo que me deu”, após o 1-3 para a segunda mão da meia-final da Taça, na Luz;

-”André, dá cá um abraço”; fim do jogo em Dublin;

Em 54 títulos de futebol profissional, é injusto e egoísta da minha parte servir-me dos mais recentes, mas faço-o porque traduzem a forte liderança que nos permite continuar a viver tantos momentos de felicidade.

Neles está presente na sua plenitude a essência do homem, Jorge Nuno. O seu sentido de exigência, a sua assertividade, o seu sentido de humor, a sua ternura. Reconhecemos que quando o vemos, estamos à espera disto, como se tivéssemos o direito de exigir. Não temos. No entanto, ele oferece-nos isso e mais, muito mais…

… “A Memória dos grandes homens perdura para sempre”… lê-se na famosa lápide…

O QUE ELES DIZEM DE PINTO DA COSTA


José Mourinho: “Pinto da Costa é o FC Porto”
Quando recebi o convite para escrever umas palavras e com elas participar nesta merecida homenagem ao Senhor Pinto da Costa, senti-me lisonjeado e, passada a surpresa e após refletir, senti-me também orgulhoso por ter tido participação direta em dois desses 30 anos de presidência que agora se celebram.

É, todavia, difícil para mim escrever algo sobre o Senhor Pinto da Costa, escrever algo que já não tenha sido dito ou escrito por algum dos que tiveram o privilégio de com ele trabalhar diretamente. Este Senhor, pelos seus inúmeros e incríveis talentos, poderia ter sido com sucesso aquilo que quisesse. Decidiu ser presidente de um clube de futebol, o clube do seu coração e, nesse papel, foi escrevendo uma história da qual não se conhece ainda o fim, mas que é uma história fantástica, a história do Grande Presidente da História do Futebol Português.

Enquanto treinador do FC Porto, um dos momentos marcantes que ali vivi foi a inauguração do novo estádio, um estádio que, como sempre pensei, deveria levar o seu nome, mas que acabou por se chamar Estádio do Dragão. Na altura discordei, discordei silenciosamente, como assim era exigido pelas minhas funções e também porque – como nunca escondi – não nasci portista e nunca carreguei comigo esta proteção.

Anos mais tarde e na sequência das reflexões que faço sobre a minha carreira e tudo aquilo que a rodeia, cheguei à conclusão de que, afinal, o nome do estádio era perfeito. Estádio do Dragão! E porquê? Porque Pinto da Costa é o Dragão! Pinto da Costa é a mística. Pinto da Costa é a alma. Pinto da Costa é o estratega. Pinto da Costa é o Futebol Clube do Porto. E que me desculpem aqueles que discordarem, mas quando Pinto da Costa disser que se acabou, o FC Porto não mais será o mesmo.

Na semana que se seguiu à final da Taça UEFA, estava eu de saída, estava Deco de saída. Chamou-me e sentou-se comigo. Perguntou-me se não sentia que poderia ganhar a Champions… Como sempre, acertou na “mouche”. Tocou-me no orgulho. “Míster, prometo que só vendemos um jogador e que não será o Deco. Prometo que lhe daremos outro em sua substituição e que será o míster a escolher.” “OK, Presidente! Vendemos o Postiga e vamos buscar o McCarthy.”

O Homem sabia que eu não poderia virar as costas a um desafio e tocou-me na ferida. Fiquei mais um ano. O Homem tinha razão, podíamos ganhar a Champions. Agradeço-lhe por esse poder de persuasão, pela inteligência com que o usou, algo apenas possível nos eleitos. É que tal como há um grupo de eleitos entre os jogadores, entre treinadores, também há um grupo de eleitos entre dirigentes. E aqui, Pinto da Costa ocupa seguramente, a nível mundial, uma posição no topo.

Há muito tempo que não tinha a oportunidade de enviar um abraço de amizade, sentido, a todos os portistas e de lhes dizer que os anos passam, mas que jamais me esquecerei daquilo que vivemos e conquistámos juntos. Está dado e está dito.

Quanto ao Presidente – aquele abraço de Parabéns!

CORRIDA DA MULHER

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Di Natale vai cuidar da irmã de Morosini


Antonio Di Natale, experiente avançado da Udinese, vai ficar com a custódia da irmã de Piermario Morosini, médio que faleceu no passado sábado após ter uma paragem cardíaca em campo no jogo entre o Livorno e o Pescara da Serie B.

Maria Carla é maior de idade e portadora de deficiência e por isso o goleador italiano decidiu ajudar a família do amigo e ex-companheiro de equipa.

“Foi um excelente companheiro. Apesar de todos os problemas que tinha, estava sempre à disposição da equipa e dava todas as suas forças por ela. Ele queria viver e encontrar o êxito, para ele, para a família e para a irmã”, declarou Di Natale.

Morosini, de 25 anos, perdeu a mãe aos 15 anos de idade, o pai aos 17 e mais tarde o irmão, ficando a irmã aos seus cuidados.

A Udinese, clube que havia emprestado o médio ao Livorno, também já anunciou a criação de um projeto para ajudar Maria Carla.

AURORA CUNHA - uma gloria do FC Porto


Aurora Cunha sagra-se Campeã do Mundo de Estrada
11 de Novembro de 1984
Em 1984 Aurora Cunha conquistou, pela primeira vez, uma distinção internacional em atletismo. A atleta sagrou-se campeã do mundo de estrada pelo FC Porto, título que voltou a alcançar nos dois anos seguintes. Em 1985 venceu a Taça do Mundo de pista (10 mil metros). A nível nacional, venceu 22 campeonatos individuais, foi 6 vezes campeã nos 1500 metros, 8 vezes nos 3000 metros, 4 vezes nos 5000 metros e 4 vezes no corta-mato. Como mostra a foto, a atleta foi homenageada no Estádio do Dragão, a 26 de Novembro de 2009, pelo ciclo de grandes sucessos e conquistas ao longo de duas décadas com a camisola azul e branca.

domingo, 15 de abril de 2012

BASQUETEBOL - 2º jogo FC Porto - Guimarães


Stempin resolve

Mais do que proporcionar um jogo intenso, FC Porto Ferpinta e Vitória de Guimarães demonstraram que os mesmos intérpretes, num mesmo cenário, podem contar histórias diferentes. Ainda que repetindo o final. Ao segundo jogo dos playoffs, os Dragões voltaram a vencer (78-70), mas o triunfo esteve em risco. Valeu o MVP Greg Stempin, com um duplo-duplo de 31 pontos e 14 ressaltos.

Além da repetição das equipas inicias, as semelhanças com o jogo da véspera esgotaram-se em pouco mais de cinco minutos, que foi tempo de sobra para quebrar gelo e equilíbrio. Stempin, que ao final do primeiro período somava 13 dos 22 pontos conseguidos pelos Dragões, forneceu o primeiro factor de desequilíbrio, acentuado pelos progressos defensivos revelados pelo campeão, em especial nos ressaltos, matéria que o dominava ao intervalo (28 contra 13).

Sem nada que o fizesse prever, a discussão do resultado seria relançada ao longo de um período de profundo desacerto portista, o terceiro, em que os Dragões permitiram um parcial de 12-25, potenciado pela conversão de três triplos pelo adversário, que garantia a inversão do marcador antes da entrada do último quarto.

Ainda que menos eficaz, o FC Porto Ferpinta retribuiu a mesma dose de lançamentos exteriores em momentos de decisão e selou o segundo triunfo da eliminatória com Reggie Jackson na linha de lances livres, com apenas 27 segundos para jogar. Em caso de nova vitória, na sexta-feira, já em Guimarães, os Dragões fecham a qualificação para as meias-finais dos playoffs.

FICHA DE JOGO

Liga, playoffs, quartos-de-final, jogo 2
15 de Abril de 2012
Dragão Caixa, no Porto
Assistência: 965 espectadores.

Árbitro principal: Sérgio Silva
Árbitros auxiliares: Pedro Coelho e Hugo Antunes

FC PORTO FERPINTA (78): Reggie Jackson (8), Carlos Andrade (13), João Santos (3), Greg Stempin (31) e Rob Jonhson (8); Diogo Correia (0), Miguel Miranda (1), João Soares (9), David Gomes (2), Miguel Maria (0), José Costa (3), Nuno Marçal (0)
Treinador: Moncho López

VITÓRIA DE GUIMARÃES (70): Julian Blanks (9), Rui Mota (0), Maris Gulbis (28), Paulo Cunha (11) e Brian Morris (7); João Torrié (0), André Bessa (15)
Treinador: Fernando Sá

Ao intervalo: 41-29
Por períodos: 22-17, 19-12, 12-25 e 25-16

ANDEBOL - Sporting - FC do Porto


Rolo compressor "esmagou" o Sporting

O FC Porto Vitalis alargou para seis pontos a vantagem na liderança do Andebol 1, depois de "esmagar" o Sporting, por claros 33-21, na quinta jornada da fase final. No Pavilhão do Casal Vistoso, os lisboetas assistiram a um verdadeiro "vendaval" dos Dragões, que estiveram quase inexpugnáveis na defesa e muito eficazes no ataque. Só em contra-ataque, os azuis e brancos apontaram 15 tentos.

Os portistas passaram para a frente do marcador pela primeira vez ao 12.º minuto, mercê de um contra-ataque concretizado por Ricardo Moreira (7-6). A última igualdade registou-se ao 15.º minuto: a partir daí, só deu FC Porto.

Os Dragões foram alargando a vantagem até aos 15-11 que se registavam ao intervalo. Isto apesar dos azuis e brancos terem sido castigados com quatro exclusões (decretadas pela dupla madeirense Eurico Nicolau e Ivan Caçador), face a zero do adversário.

Os primeiros 10 minutos da segunda parte decretaram o vencedor. Nesse período, o Sporting marcou apenas um golo e os azuis e brancos estiveram perto de dobrar o número de tentos do adversário (23-12 aos 40 minutos). A superioridade portista pode revelar-se em alguns números: 77% de eficácia de segunda linha, 83% no contra-ataque e 45% na baliza (Hugo Laurentino e Quintana pararam 17 dos 38 remates da equipa da casa).

Num encontro em que, para lá dos guarda-redes, apenas um jogador ficou em branco (Daymaro Salina), Dario Andrade sagrou-se melhor marcador, com oito golos e uma eficácia de 100%. O tetracampeonato fica cada vez mais perto, mas há que pensar já no próximo desafio: no domingo, às 17h, os Dragões recebem o Madeira SAD, actual terceiro classificado.

A equipa orientada por Ljubomir Obradovic alinhou e marcou da seguinte forma: Hugo Laurentino e Alfredo Quintana (g.r.); Gilberto Duarte (4), Wilson Davyes (5), Tiago Rocha, Elias Nogueira (2), Ricardo Moreira (4), Pedro Spínola (5), Filipe Mota (3), Daymaro Salina, Dario Andrade (8), Sérgio Rola (1) e Malencic (1).

JUNIOR C FC Porto - Vizela 7-0


Sub 15 goleiam Vizela

Uma goleada por 7-0. Foi este o resultado na manhã deste domingo, na recepção ao Vizela, jogo da jornada inaugural da fase final do campeonato nacional de juniores C.

O FC Porto é para já líder, com os mesmos pontos do Benfica, que recebeu e bateu o Sporting por 2-0.

Na próxima jornada o FC Porto desloca-se ao Sporting.

FUTEBOL -Juvenis Sporting-FC Porto 1-1


Juvenis: Sporting empata com FC Porto em Alcochete (1-1)


O Sporting não foi além de um empate naquela que foi a primeira jornada da fase final do campeonato nacional de juvenis. A equipa leonina, a jogar em casa, em Alcochete, empatou (1-1) com o FC Porto, que até começou a vencer com um golo de Ivo logo aos 20 minutos.

Face a este resultado ao intervalo, o treinador dos leões, José Lima, promoveu algumas alterações que resultaram no empate, que foi alcançado por Batis Candé, aos 74 minutos.
O FC Porto, orientado por Capucho, ainda tentou voltar para a frente do marcador, nos últimos minutos, sem o sucesso desejado.

Face a este resultado, aliado ao triunfo do Benfica sobre o V. Guimarães, os encarnados lideram agora a classificação com três pontos conquistados. FC Porto e Sporting somam um, enquanto o V. Guimarães segue no último posto.

Na próxima ronda, o FC Porto recebe o Benfica, enquanto o Sporting desloca-se a Guimarães.